Início > Áreas > Direito Internacional

Áreas

Direito Internacional
 

O século 20 testemunhou o crescimento constante da importância do direito internacional, principalmente após o fim da II Guerra Mundial, a criação do sistema das Nações Unidas e a enorme expansão dos tratados, que vão desde direitos civis e políticos, direitos econômicos e sociais até a proteção do meio ambiente, só para citar alguns. Esses tratados foram seguidos pela criação de instituições públicas e privadas dedicadas à promoção, monitoramento e aplicação dessas novas leis e à exigência de responsabilização de Estados e atores não-estatais por sua violação.

Tranquilamente situado em algum lugar do Atlântico sul, longe das economias centrais e lutando com seus próprios desafios sociais, o Brasil e os brasileiros nunca estiveram preocupados com o direito internacional. A maioria das pessoas ainda acredita que o direito internacional é assunto para diplomatas e acadêmicos, apenas. Pensam assim porque não estão conscientes de como o direito internacional afeta seu cotidiano. Hoje, quando nosso país pretende ter uma voz mais forte no mundo e os brasileiros estão mais preocupados com agendas globais, é hora de levar o direito internacional para as discussões diárias em organizações da sociedade civil e no contencioso judicial no Brasil.

Nosso escritório está contente de estar envolvido no estudo e promoção da participação dos indivíduos e das organizações da sociedade civil na arena internacional . Nós também estamos felizes em ter ajudado o Brasil durante as negociações que levaram à aprovação da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, em 2006 , um marco na legislação brasileira , desde que sua aprovação por maioria qualificada no Congresso concedeu-lhe status constitucional em nosso país.

O direito internacional é parte das atividades diárias de nosso escritório. Sempre que apropriado, o trazemos para a discussão com os nossos clientes e o abordamos em negociações, contratos, memorandos e petições judiciais. Nossa sociedade civil e suas organizações devem abraçar o direito internacional e torná-lo parte de sua compreensão e prática do Direito. Estamos prontos para ajudar.